Peugeot 308 1.6 – diário de bordo

20161115_185436O mais novo carro da casa é este Peugeot 308 Active 1.6 manual. É o modelo de entrada da linha 308, mas não por isso mal equipado. Mesmo na sua versão de entrada vem com vidros elétricos nas 4 portas, retrovisores externos elétricos, comando de som na coluna de direção, cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes, bancos traseiros bi-partidos, encosto de cabeça no banco de trás para os 3 passageiros, coluna  de direção regulável em altura e distância, além de o rádio original contar com bluetooth e mp3.

20161115_185853O 308 é sem  dúvida alguma um carro muito confortável. Se o espaço traseiro não é generoso como do Nissan Versa ou mesmo o do Honda Civic, o porta malas do 308 é tão espaçoso quanto o do Honda Civic 2010 que eu tinha. Sem falar no isolamento acústico, bem melhor do que o oferecido pelo meu antigo Civic LXL.

Os carros da Peugeot são ousados no desenho da carroceria. Basta ver os antigos 206. Quando eles apareceram no Brasil não havia uma só pessoa que não os olhasse quando eles passavam. Aqueles faróis espichados eram um charme só. E se o 307 não era tão chamativo quanto seu irmão Cirtröen C4 hatch, o 308 consegue chamar a atenção por onde passa. Ele é daquele tipo que chama a atenção sem ser espalhafatoso.

O Peugeot 308 é um carro muito confortável: bom isolamento acústico, suspensão firme mas sem ser dura, motor 1.6 bem econômico e com ótimas respostas, excelente visibilidade à frente, mas um tanto ruim para trás. O câmbio manual é preciso e justo, mas na minha opinião poderia ter relações mais longas – de modo a privilegiar o consumo rodoviário e diminuir ainda mais o nível de ruído – e engates com curso mais curto, para transmitir um pouquinho mais de esportividade.

O 308 é excelente em curvas. A carroceria inclina pouco, transmitindo uma sensação de segurança incrível. Talvez auxiliado pelos excelentes pneus Michelin, o 308 só canta pneu realmente no limite de aderência. Para um carro que na época de sua aquisição custou R$ 50.000,00, o 308 apresenta uma ótima relação custo/benefício. O modelo das fotos é um exemplar de fabricação 2012 e modelo 2013.

20161115_185518

 

Creio que sem dúvida alguma, o Peugeot 308 é uma excelente opção no mercado de seminovos hoje em dia.

Se você busca um seminovo , com motor 1.6 na casa dos 35 mil reais algumas de suas opções são: Punto 1.6, Palio 1.6, Gran Siena 1.6, Logan/Sandero, entre outros. Mas quando se compara o acabamento interno desses modelos com o oferecido pelo 308, não resta dúvida: o 308 é  melhor deles. Os bancos são muito confortáveis. Oferecem bom apoio lateral e são macios o suficiente; o banco realmente te conforta, e a cabeça não fica longe dos apoios, como na linha Palio/Gran Siena.

20161115_185744

E como ele anda?

O 308 tem um motor 1.6 que gera 116cv/122cv (gasolina/álcool). Posso dizer, honestamente, que em termos de desempenho na cidade o 308 não deixa muito a dever ao meu antigo carro. Ele arranca muito bem, desenvolve velocidade facilmente, além de ser silencioso e econômico. Aqui em Brasília, com a maior parte das avenidas planas e trânsito fluindo bem, o 308 tem alcançado médias de 12 km/l (indicados no computador de bordo).

Na estrada

20161115_190059

Por ocasião do Salão do Automóvel, aproveitei para testar o novo carro na estrada. Foram 1008 km de Brasília a São Paulo com 4 pessoas a bordo mais bagagem. E o 308 mais uma vez me surpreendeu. Saindo de Brasília com o tanque (60 litros) cheio, foi necessário apenas um reabastecimento já na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais. De Uberlândia até São Paulo esse tanque foi o suficiente. Não sei se o quesito altitude/relevo contribuiu de maneira significativa, mas o fato é que no segundo trecho da viagem (de Uberlândia para frente) o carro conseguiu a melhor média da viagem: 15,3 km/l de gasolina. Antes de acionar o ar-condicionado ele chegou a marcar 15,5 km/l.

20161115_185534

Para minha surpresa, em São Paulo a diferença de preço entre álcool e gasolina não era tão vantajosa quanto eu esperava. Ainda assim, para a viagem de volta resolvi completar o tanque com álcool para testar seu desempenho. E mais uma vez o carro me surpreendeu. Usando o derivado da cana como combustível obteve o melhor número de 12,3 km/l e o pior ficou em 11,5 km/l. Cabe ressaltar que a velocidade de cruzeiro mantida foi aquela permitida na estrada. Na Via Anhanguera limite de 110 km/h e na Bandeirantes 120. Havia trechos com limites menores. Na segunda parte da viagem de volta, ainda com álcool no tanque e com um motorista um pouco mais arrojado, os números não foram tão bons: o consumo subiu para 9,5 km/l.

20161115_185951

Breve histórico

O carro foi adquirido já beirando os 86 mil quilômetros rodados. Mas tive a sorte de comprá-lo de alguém bem cuidadoso. O carro está com o interior perfeito, motor em ótimas condições e quatro pneus novinhos. A pintura também está ótima, salvo alguns arranhões nos para-choques, o que é quase inevitável em carros com 4 anos de uso já.

20161115_185558Após a compra, o submeti a uma revisão para deixá-lo em ordem e pronto pra viajar. Foram trocados óleo do motor e filtro, filtro de combustível, de ar, da cabine (filtro do ar-condicionado), correia dentada, líquido do sistema de arrefecimento, velas de ignição, além do sistema de embreagem que já estava duro e fazendo o carro trepidar em arrancadas. Depois dessa revisão o carro ficou como novo. Rodando macio e silencioso.

As próximas alterações no carro serão a colocação dos faróis de neblina e instalação do controlador de velocidade.

Os carros franceses perdem bastante o valor quando vão para o mercado de usados; isso tem uma vantagem, pois hoje em dia é possível encontrar Peugeot 308 2.0 Allure (com teto panorâmico) 2012 a 2014 na faixa de preços de 37 a 40 mil reais. É uma boa aquisição.

Anúncios

Sobre lcnoliveira

Um motorista comum mas muito interessado no universo automotivo.
Esse post foi publicado em automóveis. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s