Novo Nissan Sentra

Novo Sentra 2014 – bem mais bonito do que a versão anterior.

A imprensa especializada brasileira anda toda toda com a apresentação do novo Sentra. Mas já viu né…. aqui no Brasil, botou uma roupinha diferente  já é motivo para elogios. Por isso eu fui atras de uma publicação, digamos assim, mais isenta. A matéria a seguir, em parte é uma tradução adaptada de uma matéria publicada no jornal The New York Times. Não resistindo a essa novidade e sendo um apaixonado por carros, aproveitei e fui eu mesmo conhecer de perto o Novo Sentra.

O trecho a  seguir é uma adaptação da matéria publicada no NYT.

“Se o redesenhado Sentra 2014 atingiu seu alvo, em que exatamente a Nissan estava mirando?

O carro faz tudo que seus concorrentes na classe dos sedans compactos fazem, mas não faz nada de melhor do que nenhum deles.

Tem estilo para imitar seu irmão maior, o novo Altima, de linhas curvas, mas de alguma maneira consegue parecer mais elegante.

E enquanto parece construído de forma robusta, não há superfície que o motorista toque que o faça sentir como se estivesse tocando algo de qualidade superior. O novo Sentra está, simplesmente, na méda.

Talvez estar na média fosse suficiente quando o Sentra encarava somente a sem graça concorrência americana e quando os carros coreanos eram feios e a única concorrência de fato eram Corolla e o excelente Civic.

Hoje, entretanto, a coisa mudou de figura. O Focus, da Ford, é incrível, a Chevrolet subiu um degrau com o Cruze e a Hyundai e a Kia têm desenvolvido carros compactos confiáveis com garantias extendidas e preços interessantes.

E se você realmente quer um carro pequeno que anda bem, dispensa Honda e Toyota, vá em frente e fique com Mazda 3.”

Bom, agora deixando de lado o texto do The New York Times e colocando minhas próprias observações, no geral eu gostei do novo Sentra.

Muitos podem dizer que ele está muito “oriental”, ou que o Sentra está muito parecido com o Versa.

Bom, eu realmente acho que ele está parecido com o irmão mais barato Versa! Mas isso parece ser uma tendência de todas as marcas; é a chamada identidade de marca. Veja os Volkswagens atuais: cara de um, farois do outro. Aos olhos de um leigo, ao olhar pelo retrovisor e identificar aqueles faróis característicos, não se saberá se o que está atrás é um Voyage ou um Jetta.  A Ford vai no mesmo caminho; Hyundai nem se fala. Do Hb20 ao Azera são todos muito parecidos. Então, por favor, não vamos crucificar a Nissan.

Minhas impressões….

Eu não resisti, e fui a uma concessionária Nissan aqui em Brasília conhecer de perto o novo Sentra, e de quebra o Altima. Pelas fotos que vi os dois eram muito parecidos realmente.

De perto não é bem assim. Eles são parecidos? São sim, e muito! Mas não idênticos. O Altima é mais ‘parrudo’, mais encorpado. Vamos dizer assim…. o Sentra está para o Civic, assim como o Altima está para o Fusion.

Eu não conhecia de perto o Sentra anterior, salvo externamente. E confesso, aquele design “a la Cadilac” nunca me convenceu. Não vou entrar no mérito das qualidades mecânicas do modelo; restrinjo-me tão somente à sua aparência.

Opiniões pessoais a parte, o novo Sentra está muito bonito sim. Tanto externamente quanto internamente. Está maior do que o modelo anterior, e isso já serviu para chamar minha atenção. Particularmente gosto de carros grandes.  Ele está maior do que o Civic, por exemplo, ainda que por questões de poucos centímetros.

Diferentemente do Civic de sétima geração (aquele fabricado aqui de 2006 a 2011), o novo Sentra é bonito mas não é aquele carro que te faz virar o pescoço quando passa. É discreto.

A mim, o visual externo agradou muito, apesar de lembrar muito o carro mais barato da marca, o Versa.

Mas por dentro o carro é muito confortável e agradável. A versão que eu avaliei era um SL 2.0 de 140 cv, top de linha.  Eu me considero um cara detalhista quando entro num carro novo. Olho de tudo, do painel ao forro de porta. E nesse aspecto concordo em parte com a avaliação feita pelo The New York Times. O novo Sentra é bacana, mas não oferece nada além do que os seus concorrentes – até mesmo no Brasil – oferecem.

Como todo carro moderno, o painel é todo plástico.  O que difere, é que a qualidade é bem melhor do que você encontra no painel de um Gol, por exemplo.  Apesar de que o vendedor que me acompanhava no test drive o tempo todo me chamasse a atenção para o plástico emborrachado do painel, honestamente, não senti nda de emborrachado no painel daquele carro. Apenas um plástico mais agradável ao toque, sem ser excepcional.

Ah…. o Sentra é espaçoso! O vendedor que me acompanhou não é um cara baixinho, eu diria! Ele tem 1,85m. Pedi a ele que sentasse no banco do motorista e ajustasse o banco como se ele fosse dirigir o veículo. Feito isso, pedi ao rapaz que se sentasse no banco de trás para que eu pudesse avaliar o espaço restante para as pernas. Surpresa…. o cara tinha espaço nas pernas e nao estava todo encolhido. Comigo dirigindo então, nem se fala…. O Oscar Schimidt poderia se sentar atrás  e ainda ficar confortável. Bem, exageros a parte, esse teste empírico me mostrou que o Sentra é sim dotado de um bom espaço interno, e que os seus 2.700 mm de distância entre-eixos – a mesma medida que o Civic – ajudam no conforto interno.

A versão top do Sentra é bem mais equipada que o Civic. O Sentra tem 6 air bags. De resto, de fato não é muito diferente do que seus concorrentes, mesmo no Brasil. Por exemplo, ele vem com câmera de ré, bancos em couro, ar-condicionado dual zone,  encostos traseiros rebatíveis, porta-copos no banco de tras, computador de bordo com as funções habituais – e quero destacar aqui que ele indica o consumo em km/l e não litros/100 km como os carros da Peugeot e Citroen.

Bom, para quem não está acostumado, toda novidade chama a atenção. E comigo não foi diferente o caso da “chave”  keyless; quero dizer… a chave que não é chave, e sim um simples chaveiro.  Muito prático. Basta você estar com o chaveiro no bolso, se aproximar do carro e pronto…. ele detecta a presença da chave e destrava a porta. Um vez dentro do carro é só apertar o botão “Start/Stop”  que o motor entra em funcionamento. E ele é silencioso.

Os comandos de vidros, travas e retrovisores não estão muito diferentes do que eu encontro no meu carro, que é um Civic LXL 2010.  Eu não gostei no Sentra, assim como não gosto no meu carro, do sistema utilizado para ajuste do encosto do banco. É por alavanca ao invés de roldanas. Para ajustar o encosto você precisa colocar pressão no encosto ou aliviá-la para que este se movimente e você possa encontrar a posição ideal. Convenhamos…. não é muito prático.

Uma vez dada a partida o motor se apresenta com um funcionamento suave. Apesar de ser a  versão top senti falta das aletas para troca de marchas no volante.

Até então eu nunca havia dirigido um carro com câmbio CVT. É muito gostoso, e estranho ao mesmo tempo. Como explicar….. a rotação permanece constante quase a maior parte do tempo, não apresenta aquele ‘barulho’ característico de troca de marcha. Você observa que a rotação cai ou cresce (pelo ponteiro do conta-giros) mas  som não altera. E o melhor, não tem trancos. Bem diferente do meu carro, que mesmo automático e suave, apresenta alguns pequenos trancos. Muito bom esse câmbio CVT, que diga-se de passagem é um dos responsáveis pela excelente marca de consumo obtida por esse veículo.

Agora, saber se o Sentra será uma boa opção de mercado, só o tempo dirá. Segundo informações do vendedor, a Nissan também está com esquema de revisões a preços fixos, o que me animou! Confiei na palavra do vendedor, e este me disse que uma das revisões mais caras do Sentra é a de 60 ou 80 mil km que fica não mais do que 600 reais. Bem animador, é verdade. A revisão de 80 mil km do meu carro, por exemplo, fica em mais de um mil e duzentos reais.

Mas no caso do Sentra tem-se um ponto desfavorável: ele é importado. Do México, mas é. O Civic e Corolla, por exemplo, são nacionais. No que isso interfere? Preço das peças de reposição e a dificuldade em encontrá-las no mercado paralelo.

Bom, se você que me lê agora estiver pensando em trocar de carro, e se o Sentra for uma opção para você, eu sugiro que faça o seguinte: faça uma planilha com os carros candidatos e algumas peças que costumam ser trocadas com mais frequência, como por exemplo pastilhas de freio dianteiras, palhetas do limpador de para-brisa, amortecedores, filtros de ar, de cabine (do ar-condicionado), de óleo e de combustível, e eventualmente um item ou outro da suspensão como terminais de direção, pivôs, bielas e bieletas. E faça um comparativo do preço dessas peças em autorizada e no mercado paralelo. Durante a garantia do veículo você não terá como fugir da autorizada, mas vencida a garantia, muitos proprietários migram para o mercado paralelo e também para um mecânico “de confiança”.

Deixando de lado a questão de mercado – na qual eu não sou especialista – eu diria que o novo Sentra é sim um bom concorrente ao Civic e ao Corolla. Basta ver que a versão top do Sentra custa o mesmo que a versão intermediária do Civic, a LXR 2.0. Ah, e a versão top do Sentra trás seis airbags, enquanto o Civic trás apenas 2.

Em termos de mercado, é fato que o Sentra antigo nunca despertou paixões, e seu preço no mercado de usados deixava seus donos desacorçoados.

Vejam, segundo a tabela FIPE, um Sentra 2.0 SL ano/modelo 2012 está cotado em R$ 51.391,00. Já um Civic EXS (também versão top do modelo) mesmo ano/modelo 2012 está cotado em R$68.693,00. Uma diferença considerável não é mesmo? São R$ 17.300,00 reais, dinheiro suficiente para você comprar um popular seminovo bem conservado. E a coisa fica um pouquinho pior quando colocamos o Elantra na parada. Segundo a FIPE, um Elantra GLS, também automático, mesmo ano/modelo 2012 sai por R$ 71.320,00. E olha que tirando o visual arrojado do do Elantra, ele nem é tão melhor carro assim do que Sentra e Civic. Até porque, os primeiros modelos do Elantra ofereciam freios traseiros a tambor.

E se você fizer uma busca em sites especializados como Webmotors, Vrum, etc, verá que o Sentra é oferecido por um bom preço se comparado aos seus concorrentes diretos.

Agora vamos ver como esse modelo renovado se sai no mercado. Ele está chegando agora! Vamos ver nos próximos 12 meses seu desempenho no mercado de seminovos. Eu acho que ele tem bons predicados para se dar bem; apesar de que aquele visual que lembra muito o irmão mais barato – Versa  – pode não agradar seus compradores que esperam por um pouco mais de luxo e sofisticação. Mas convenhamos né…. só aqui no Brasil esperamos por luxo e sofisticação em modelos como Sentra, Civic, Corolla e Jetta. Vale lembrar que lá nos Estados Unidos esses modelos são carros de entrada de linha, comprados em sua maioria por universitários que querem um  carro barato, seguro e relativamente confortável.

Uma que eu não tenho dinheiro pra comprar carro zero; mas mesmo que tivesse, por uma questão de protesto, eu não compraria um carro zero hoje em dia. A menos que eu tivesse a certeza de que ficaria com esse carro pelos próximos sete ou oito anos. Carro zero no Brasil é um preço absurdo. Eu prefiro esperar o carro chegar no mercado de usados e aí tentar “garimpar” um modelo que me agrade. E tenho certeza que dentro de um ano ou um ano e meio, eu consigo comprar um Nissan Sentra 2.0 SL top,  por um preço bem mais camarada. Se bem que para o meu gosto pessoal, eu prefiro o irmão maior, o Altima. Esse sim, um senhor carro!

Mas é o seguinte: se você não se preocupa com mercado e quer um carro excelente em termos de mecânica, conforto e segurança, pense seriamente em considerar o Sentra como seu próximo carro.

Anúncios

Sobre lcnoliveira

Um motorista comum mas muito interessado no universo automotivo.
Esse post foi publicado em automóveis. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Novo Nissan Sentra

  1. César disse:

    Parabéns pela matéria, também fiz o teste no novo sentra – excelente carro. Tenho um sentra 2011, estou muito satisfeito com ele, recomendo. Agora o único problema da nissan ( e de toda as concessionárias) e a qualidade do serviço, muito ruim, verdadeiros picaretas, agora com essas garantias extendidas piorou…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s