Ford Fiesta Rocam Hatch – impressões ao dirigir

Na minha época de adolescente e nos meus primeiros anos de juventude, nós não tínhamos tantos problemas na hora de escolher o primeiro carro! Uma porque não tínhamos muitas escolhas, pois só haviam 4 marcas dominantes no mercado até o final dos anos 80 e início dos anos 90, quando o então presidente Collor, abriu o nosso mercado aos carros importados. Até então tínhamos somente: Volkswagen, Ford, Chevrolet e Fiat.  E todas com modelos defasados tecnologicamente. Como disse o então Presidente, “umas carroças”. Outro motivo era que além de defasados tecnologicamente nossos carros eram caros e o financiamento difícil, pra não dizer impossível, pois a inflação era terrível.

Hoje em dia não…. essa geração de jovens que está hoje comprando seu primeiro ou até seu segundo carro não sabe o que é inflação. Os prazos de financiamento? Nossa….. a perder de vista. Hoje em dia se você der uma boa entrada consegue comprar um carro em 24 vezes sem juros.

Hoje em dia pra quem está querendo comprar um carro a coisa está complicada! Primeiro pela dúvida: comprar um carro zero e pelado? Comprar um carro zero, todo equipado, porém com motor 1.0? Ou comprar um carro todo equipado, com bom motor, entretanto, usado?

Pra mim, não teria dúvida: optaria pelo carro usado bem equipado e com motor potente.

Mas muitos têm o sonho do carro zero! E quem não tem ou não teve? Afinal, não há sensação melhor do que entrar num carro zerinho, com aquele cheirinho de novo, além de acompanhar o “crescimento” do carro.  A primeria revisão….. a primeira troca de óleo…..  o primeiro defeito…. É quase como um “álbum do bebê”. Isso para aqueles que gostam de carros.  Para os mais afortunados, é só mais um carro zero.

Então suponhamos que você, caro leitor, tenha juntado uns 30 mil reais e quer comprar um carro. Mas você não quer qualquer carro; você quer um carro zero! Mas infelizmente seu dinheiro não é tanto, você quer evitar o financiamento (o que faz muito bem) e o seu “dindim” só dá pra comprar um carro 1.0.

Meu Deus, que dúvida cruel. Tantas opções no mercado. Só para citar algumas: Renault Logan (ótima relação custo benefício), Clio Hatch, Gol, Palio, Ka, Fiesta (modelo antigo), Uno, Mille, sem falar nos chineses que estão chegando.

No último dia 07 de fevereiro, em uma viagem à cidade Joinville-SC, eu tive a oportunidade de experimentar um Fiesta Hatch Rocam 1.0, alugado.  Só assim para eu fazer meus testes e avaliações: ou alugo, ou pego emprestado!

É claro que muitas das impressões sobre o carro são muito pessoais. Não sou pretensioso ao ponto de achar que a minha palavra é a última sobre o carro. Então tem coisas sobre o carro que eu posso não ter gostado, mas que você, leitor, pode não concordar e ter uma opinião completamente diferente.

não é a última palavra em design.

Vamos começar pelo visual externo! O Fiesta não é exatamente um carro bonito! Ainda mais com esse último face-lift feito pela Ford. Particularmente, preferia o modelo anterior. Mas ha de ter gente que tenha gostado.

Por fora, tirando os faróis e as novas grades, o “novo” Fiesta é exatamente igual o anterior. Tanto internamente quanto externamente. Visto de lado não há nada de novo.

Eu nunca tinha dirigido um Fiesta, então para mim, alugar esse carro, foi uma boa experiência.

E o que esse carro tem de bom? Ele é confortável para o padrão! Ao menos nos bancos da frente o espaço é razoável. A tras, alguém com mais de 1,75 pode encontrar certa dificuldade. Bagagens? Não leve muitas. Embora esteja homologado para transportar 5 passageiros, talvez seu porta malas não comporte a bagagem de todos. Então, se você escolher comprar um Fiesta, ao viajar, opte por mochilas ao invés de malas para acomodar sua bagagem.

Mas vamos lá,  o que o Fiesta Hatch Rocam 1.0 tem de bom? Ele tem ajuste de altura do banco do motorista,

detalhe da alavanca para ajuste de altura do banco do motorista

Isso é ótimo para ajudar os mais baixinhos a encontrar uma boa posição de dirigir, já que o modelo em questão não conta com ajuste da coluna de direção.

Eu achei ruim o local escolhido para o ajuste do encosto. Embora seja feito por roldanas e o ajuste seja milimétrico, a roldana fica do lado esquerdo, espremido entre a coluna esquerda e o banco do motorista. Talvez seja mal de carros oriundos de mão inglesa, pois meu Honda Civic (origem japonesa, cujo país também adota a mão inglesa de direção) também possui o ajuste do encosto do banco no lado esquerdo. Parece carro feito para  canhotos. Eu que sou baixinho e magro encontrei dificuldades para ajustar o encosto do banco, pois a minha mão frequentemente raspava na coluna central. Imagine alguém com seus 1,90 e 90 kg de peso. Para ajustar o banco terá de fazê-lo com a porta aberta. O mesmo se aplica para o banco do passageiro.

detalhe do console centralOutra coisa que incomodou-me no Fiesta foi esse console central. Quando estava dirigindo de forma mais relaxada, com o pé fazendo uma leve pressão no acelerador e as pernas ligeiramente abertas, meu joelho direito encostava na ponta de baixo desse console, incomodando-me bastante. Acho que isso pode ser agravado no caso de motoristas mais altos e mais incorpados.

Interior

Vou falar agora um pouco sobre o interior do carro.  Ele tem certos luxos que outros carros de categoria superior não têm. Como por exempolo, o botão interno para abertura do porta-malas. Basta um toque e o porta-malas está aberto. Uma comodidade e tanto. Ah…. essa mesma comodidade também está presente no chaveiro do alarme. Se não me falha a memória existem três botões: um para trancar o carro, um para destrancá-lo e outro para abrir o porta-malas. Acho que existe um quarto botão (não estou certo disso, leitores me corrijam!) que é um localizador. Ao apertá-lo o carro aciona o pisca-alerta por alguns segundos e dá um toque na buzina. Sinceramente, não prestei atenção nesse detalhe.

Ele tem luz no porta-luvas! A Honda esqueceu-se disso em alguns de seus carros! Em compensação creio eu que a Ford foi bastante infeliz na escolha dos plásticos que compõem o interior. Painel e lateral de portas, tanto dianteiras quanto traseiras, possuem um plástico áspero, duro, que arranha com facilidade. Como carro de locadora costuma ser novo, o carro não tinha muitos ruídos. Mas ao ver esse plástico todo, fiquei imaginando o tanto de “nhec-nhec” que esse carro terá quando estiver beirando uns 3 a 5 anos de uso. Especialmente se usado em locais de ruas e estradas precárias. Nesse ponto bato palmas para a Fiat, que mesmo na versão mais barata do Palio, a Economy, usa tecido nos painéis de portas, o que dá um aspecto mais agradável e menos pobre.

Falando ainda dos pontos positivos, ele tem cinto de segurança regulável em altura:

cinto de segurança regulável em altura - conforto proporcionado ao motorista e passageiro

Isso é muito bom, pois te ajuda a encontrar uma boa posição que não incomoda.

banco traseiro bipartido

O Fiesta Hatch Rocam também possui banco traseiro bi-partido em 1/2, 2/3. Não me lembro de ter visto essa comodidade em carros ditos “populares”. Excelente naquelas situações que temos um passageiro no banco de tras mas muita bagagem no porta-malas.

Muito bom e muito prático também, é um número razoável de porta-trecos no carro: uma espécie de gaveta logo abaixo do local destinado ao rádio, outra pequena “gaveta” do lado esquerdo do painel, no console central, ao lado da alavanca de câmbio um porta-copos, à frente da alavanca de câmbio, outro porta-trecos emborrachado, ótimo para reduzir ruídos.  Gostei também do tecido usado nos bancos. Muito útil, também, é uma espécie de bolsa que tem atras do banco do carona. Se bem que em viagens essa bolsa inevitavelmente acabará sendo usada como um depósito para papéis de bala, chiclete e coisas do gênero. Ótima a idéia da Ford! As outras marcas deveriam copiar e colocar em seus carros essa bolsa. É tão simples que não representa aumento de custo algum.  É uma espécie de porta-revistas, ou porta-mapas.

bolsa que fica atras do banco do carona - muito útil e prática

Motor e Desempenho

Os dados abaixo foram extraídos da página da própria Ford do Brasil:

1.0L FLEX
Potência máxima de 73 cv a álcool e 69 cv a gasolina;
Torque máximo de 91 Nm a álcool e 87,8 Nm a gasolina;
Taxa de compressão: 12,8:1.

A potência está na média do que as outras montadoras oferecem em seus modelos 1.0. A Fiat por exemplo, na linha Fire Economy, indica 75 cv com álcool. É um bom número. Se não aquela coisa toda em desempenho, ao menos é o suficiente para mantê-lo a 110 ou 120 por hora em estrada (plana). O “meu” Fiesta Rocam pude testá-lo nos dois ambientes: estrada e cidade. E a estrada não poderia ser melhor: a BR 101 que liga Curitiba-PR  a Joinville-SC.  Essa estrada possui alguns trechos planos no trajeto Curitiba-Joinville, e na volta oferece uma ótima subida de serra, com algumas curvas e alguns trechos retos.  Achei ótimo a subida de serra pois permitiu-me “avaliar” o desempenho do carro nessa situação, e como ele se comportava em curvas.

Apenas como um comentário, uma taxa de compressão de 12,8:1 está muito boa, pois até favorece o uso com álcool. A Fiat por exemplo usa taxas muito mais baixas, o que acaba prejudicando o desempenho com álcool e piorando os números de consumo de combustível.  No caso da Ford, basta observar a diferença de potência entre o uso de um combustível e outro: 73 cavalos com álcool e 69 com gasolina. Meu último Fiat, um Palio Fire Flex tinha 66cv e 65cv, respectivamente com álcool e gasolina. Ora, um cavalo de diferença é imperceptível.

E como esse carro se comporta?

Carro de locadora vocês sabem como é não é mesmo? Pega-se com o tanque cheio e devolve do mesmo jeito. E é claro que quem está alugando vai devolver com o combustível mais barato, mesmo que não seja o mais vantajoso. Por isso deduzi que o carro, alvo de minha avaliação, estivesse abastecido com álcool. Vocês verão que a minha dedução estava correta quando eu apresentar os números de consumo.

Saí do Aeroporto Internacional Afonso Pena, em Curitiba-PR, e rumei para a BR 101 com destino à cidade de Joinville-SC. Ao pegar a rodovia,  na qual o limite de velocidade é de 110 km/h começam as surpresas.  Inicialmente estranho a rotação do motor. Muito elevada para a velocidade permitida na via. A foto a seguir ilustra bem o que eu quero dizer,  apesar de a qualidade não estar muito boa. Observem na foto que enquanto o ponteiro do velocímetro aponta 110 km/h o ponteiro do conta-giros está muito perto de 4 mil RPM. O que é isso? Quase 4 mil RPM em quinta marcha. E se observarem no detalhe à esquerda, aonde coloquei um recorte da imagem do meu GPS que estava acoplado, verão que a minha velocidade real era de pouco mais de 100 km/h. Isso demonstra que essa versão do Fiesta possui um câmbio muito curto. Isso eu pude comprovar no uso urbano,  quando não raro, consegui arrancar em segunda marcha.

É fato que todos os carros possuem um certo erro no velocímetro, até mesmo como meio de nos ajudar a evitar uma multa. Um erro de 2 ou 3 km/h é aceitável. Mas um erro de quase 10 km/h é um certo exagero.

Creio que a próxima foto dá uma noção mais exata do que estou querendo dizer. Observem-na. erro exagerado do velocímetroO ponteiro do velocímetro está bem em cima da marca de 100 km/h; o conta-giros aponta 3.500 RPM; entretanto, minha velocidade real era de 92 km/h. Um erro de 8 km/h, que representa 8%. Desse jeito é muito fácil se enganar nas médias de consumo. O seu amigo que tem um Fiesta Rocam igual a esse chega pra você e diz: “Ah, meu Fiesta andando a 110 km/h na estrada chega a fazer 12 km/l de álcool.” Pudera… quando o velocímetro do carro dele apontar 110 km/h ele estará na verdade a 102 km/h. A essa velocidade qualquer carro é bem econômico.

Nessa foto consegui um pouco mais de clareza. Se o ponteiro do velocímetro não estiver exatamente em cima da marca de 110 km/h, falta muito pouco. Neste momento o conta-giros marca aproximadamente 3.750 RPM, ao passo que a velocidade real era de 101 km/h. E na medida em que a velocidade aumenta, o erro também aumenta.

Observem a foto abaixo:

O ponteiro do velocímetro aponta 130 km/h; nesse momento o conta-giros já está lá em 4.500 RPM mas minha velocidade real é de 121 km/h. Se o carro estivesse abastecido com gasolina, a essa altura eu já estaria muito próximo da rotação de torque máximo.

De acordo com o site da Ford do Brasil, esse modelo apresenta potência máxima de 69cv a 6.000 RPM e torque máximo de 87,8Nm a 4.750 RPM, com o uso de gasolina. Então, nesse momento, o carro estava a apenas 25o RPM abaixo da rotação de torque máximo. Como nesse momento eu utilizava álcool,  com esse combustível  o torque máximo é atingido aos 5.000 RPM.

Esse artifício do câmbio de relações curtas é utilizado por todas as montadoras que oferecem modelos 1.0. Para compensar a falta de potência, encurta-se a relação do câmbio para dar uma falsa sensação de agilidade. No trânsito urbano isso pode até funcionar, pois ao engatar a primeira – extremamente curta – e arrancar quando o sinal abre, o carro consegue sair com uma certa agilidade. Mas quando se vai para a estrada, a história é outra. A começar pelo consumo que não fica lá essas coisas. Câmbio de relações curtas é igual a consumo elevado. Sem falar que em uma ultrapassagem você pode atingir o limite de rotações do motor e se ver numa situação no mínimo complicada.

Não sei porque no Brasil as montadoras insistem em oferecer câmbio com relações curtas inclusive em modelos 1.6 ou 1.8.  Apenas para efeito de comparação, o carro que dirijo com mais frequência é um Civic 1.7 16V com câmbio automático. Ele tem apenas 4 marchas. Quando o meu carro está a 110 km/h seu conta-giros está a apenas 2.500 RPM. A 120 km/h ele está pouco abaixo de 3.000  RPM. Isso me proporciona, na estrada, um conforto muito grande, pois o carro fica silencioso e o consumo de gasolina é favorecido.

Como na estrada eu gosto de privilegiar o consumo de combustível e o silêncio ao rodar, sou a favor do câmbido do tipo 4 + E, ou 5 + E. O que é isso? No primeiro caso um câmbio de 4 marchas reais mais uma quinta marcha bem longa, para economia; analogamente, no segundo exemplo seria um câmbio de 5 marchas e uma sexta para economia. Essa sexta marcha para economia faria o motor girar a uma rotação bem baixa, por exemplo, ele poderia a 120 km/h estar a 2.100 ou 2.500 RPM.

E já que estou falando do câmbio….. Para mim, e tendo por base os carros que dirigi até então, Volkswagen é referência em câmbio. Os seus carros possuem uma alavanca curta, seus engates são rápidos e fáceis. Isso dá uma impressão de carro esportivo e te induz a uma tocada mais rápida. Lembro de um Golf 2003 que eu dirigi de um primo meu…. maravilha….  Voltando ao câmbio do Fiesta! A alavanca é alta, que fica bem ao alcance de sua mão direita.  Ergonomicamente falando, é bom, pois está ao alcance da mão. O curso da alavanca também achei razoável. Não é longo como o dos carros da Fiat, e nem tão curtos como o dos carros da VW.

A sua mão direita, que segura o volante, desce e logo encontra a alavanca de câmbio. Muito confortável.

Particularmente, prefiro um curso de alavanca mais curto, como os carros da VW têm.  Mas o do Fiesta está bom. Óbvio que não se trata de um carro esportivo!

Para finalizar o assunto “câmbio”. A alavanca, julgo eu, é de tamanho bem apropriado. O curso está em um meio termo. E os engates são bons. Ao menos na unidade que eu tive a oportunidade de avaliar. Não tive problemas com “arranhões” ou marchas que não entravam.

O que eu não gostei no carro foi um certo “soluço” que o carro dava a cada arrancada feita de maneira mais comportada. Eu tirava o pé da embreagem, o carro arrancava, dava uma leve afundada da frente como se fosse morrer, e em seguida retomava a marcha. Não sei se é efeito do ar-condicionado, que esteve acionado quase que 100% do tempo de uso.

Quando eu elevava bem o giro do motor antes de arrancar isso não acontecia.

E o consumo? Como fica?

Eu não ppsso garantir que tenha pêgo o carro com o tanque 100% cheio, apesar de o ponteiro indicar que sim.  Do momento em que peguei o carro em Curitiba até o abastecimento em Joinville (para a viagem de volta)  o “meu” carro atingiu uma média de 7, 42 km/litro de álcool.  Por esse número eu deduzi que o locatário anterior também tenha utilizado álcool no reabastecimento de entrega.

Antes de pegar a estrada de volta para Curitiba, eu o reabasteci em Joinville com álcool.

Tanque cheio, peguei a estrada. Tempo quente e abafado exigem o uso de ar-condicionado. Durante todo o tempo da viagem até a entrega do carro, o ar-condicionado foi usado. Isso pode justificar um número elevado de consumo, aliado à subida de serra, apesar de eu estar sozinho no carro e com pouquíssima bagagem.

Na volta, eu procurei mante a velocidade de cruzeiro permitida na rodovia, ou seja, de 110 km/h. Salvo naqueles raros momentos que estava ‘aferindo’ o velocímetro.  Fosse em reta, descida ou subida, eu tentei manter os 110 km/h, tanto quanto possível. Ah, claro…. o ar ligado o tempo todo.

Ao chegar em Curitiba, 114, 6 km depois do último abastecimento, eu mandei encher o tanque até a primeira parada.  Nesse momento a bomba acusou 15,3 litros de álcool.  Feitas as contas, o resultado: 7, 49 km/l de álcool.  Não é nada do tipo “Oh meu Deus… que carro econômico!”  Na verdade, para um trajeto com apenas o motorista e velocidade média em torno dos 110 km/h, o consumo pode ser considerado elevado.

Certa vez, alugando uma Meriva 1.4, consegui resultados semelhantes.

Mas desempenho não é o perfil desse tipo de carro não é mesmo? Quem compra carro 1.0 quer economia.

Se eu tivesse mais tempo com o carro, o teria testado usando gasolina.  Posso dizer, com quase 90% de certeza, que esse modelo teria sido bem econômico usando o combustível derivado do petróleo.

Mas enfim….  o Fiesta Hatch Rocam 1.0 é um bom carro? Certamente.  Motor ágil, relativo conforto em marcha, espaço interno razoável…. Não posso dizer quanto ao mercado. Mas se você gosta da marca Ford, é uma boa aquisição.

Ele tem defeitos? Vários! Como qualquer carro popular. Qualidades? Bastante!

No quesito “estabilidade”, como não sou nenhum piloto de provas com habilidade suficiente para controlar uma eventual derrapagem, resolvi não exagerar nas curvas. Carro alto e pneus finos não são exatamente uma boa combinação para isso.  Além do quê, uma rodovia movimentada não é o lugar mais apropriado para se testar a estabilidade do modelo “X” ou “Y”.

Finalizando, o Fiesta Hatch Rocam 1.0  é uma boa aquisição.  É um meio termo. Não arranca suspiros por onde passa, mas também não leva nenhuma “torcida de nariz”. É um carro discreto que atende bem ao que se propõe.

Anúncios

Sobre lcnoliveira

Um motorista comum mas muito interessado no universo automotivo.
Esse post foi publicado em automóveis. Bookmark o link permanente.

114 respostas para Ford Fiesta Rocam Hatch – impressões ao dirigir

  1. Daniel disse:

    Muito boa sua análise! Moro em Canoas/RS e estou pegando meu Fiesta Hatch 1.0 na revenda essa semana, zero km.

    Como completamente leigo, gostei mais desse carro do que do Celta e do Corsa, os outros que vi. Fiquei na dúvida entre ele e o Ka, que tá muito bonito. Optei pelo Fiesta

    Não tenho grandes exigências com o carro, mais trajetos urbanos e viagens de no máximo 200km, não muito frequentes. Espero que ele se saia bem.

  2. Neto disse:

    Gostei muito da sua avaliação… mehor que de muita revista… principalmento no quesito consumo, relamente, nao acho q 7 a 8 no alcool seja uma media ruim em subidas e ar 100%… enfim… Parabéns!

  3. cesa disse:

    Estou pesquisando muito sobre o fiesta rocam hatch para comprar meu primeiro carro sendo 0km.Nossa…realmente foi uma boa ajuda esse esclarecimentos obrigado.

  4. otavio de paula disse:

    achei bastante interessante essa sua avaliação, e quero te dar os parabéns porque me ajudou muito ,tirando algumas duvidas sobre esse carro….

  5. Marcos Rodrigues disse:

    Muito boa matéria.
    Tenho um Fiesta Rocam 2003 há bastante tempo, já beirando os 100 mil km e estou bem satisfeito com o carro.
    Em relação aos plásticos do interior do carro, por incrível que pareça, não faz barulhos, estão bem firmes e para a limpeza não tem nada melhor. Somente a tampa do porta-malas é que faz barulho, porém com uma regulagem certeira nas borrachas de apoio da tampa (aquelas com rosca) o barulho some.
    Só tenho manutenção preventiva, sem nada exorbitante.

    Abraços

  6. TAINARA AMARAL disse:

    Parabéns pela matéria!Tirou minhas dúvidas!Sou de Pelotas/RS.Estou comprando meu segundo carro,e optei por um usado, Fiesta bem equipado envés de um pelado zero!Tenho um corsa Hatch e realmente penso que a Ford investe mais em conforto e o tal dos guardas “treco” ainda mais carro de mulher que adora anda com quase a casa toda no veiculo!!!São opcionais que a Chevrolet esqueceu!!Só estou na duvida em relação a economia,já que o corsa não posso me queixar,faz 12km/L.Mas de qualquer forma vou ficar mais servida com um carro mais elegante!!

  7. ADRIANI SILVA disse:

    Eu ja estava com grande arrependimento sobre a minha compra de um fiesta! vi avaliações em vários lugares, ja estav triste! pois as avaliações que eu vi não diziam exatamente o que eles gostavam ou não no carro. Bom vc foi exato no que fez e gostei muito. não gostei mesmo é de saber que ele faz 7km a 8km por L. me decepcionei um pouco. Parabens pelo seu trabalho, nos ajudou muito… e o carro, vou começar a avaliar a partir de amanha quando pego o meu fiesta OK. abraços!

  8. Leandro Pires disse:

    Mt boa esta sua avaliação do fiesta. Estava na dúvida entre palio e fiesta, mas o fiesta oferece bem mais itens de série com um desempenho praticamente igual ao do palio.

  9. DOUGLAS sANTOS disse:

    Muito boa avaliação, estava esperando o Lancamento do Palio Novo, mas gostei do que vi, mas nao gostei do preço, então comprei um Fiesta Hatch Rocam 1.6 0Km Completo ontem, pego essa semana, sempre gostei do carro e ainda saiu mais barato que o Palio novo completo 1.0. REalmente já sabia sobre o consumo alto de combustivel, mas que acho que da pra tentar aproveita-lo da melhor forma. Obrigado pela sua avaliação.

    • DOUGLAS SANTOS disse:

      Ja que da outra vez falei do alto consumo, agora venho me redimir, meu Ford Fiesta 1.6 com ar condicionado ligado o tempo todo da viagem deu média de 13 km com litro de gasolina, fiz a média 4 vezes durante a viagem e as abastecidas, todas ficaram nesse valor, achei ótimo, portanto, consumo ok! Carro até o momento muito bom, recomendo!

      • Jaqueline disse:

        Que bom Douglas, busco o meu carro hoje, por mais que não uso alcool a 2 anos em meu Peugeot 206 1.4, fiquei preocupada com o desempenho deste apresentado neste texto. Fazendo 13km/l já é 2 km a mais que o Peugeot 206.

        Abraços

      • lcnoliveira disse:

        Carros com motor maior e mais potente tendem a ser tão econômicos em estrada – ou até mais – do que os carros 1.0; desde que conduzidos de maneira moderada. Meu Civic EX, automático, já obtive médias em estrada da ordem de 13,5 a 14,0 km/litro. Muito bom se consideramos que o carro em questão é um sedan médio, com motor de 1.700 cm³ e 130 cv de potência.
        Agora, é claro que se a estrada for uma subida de serra, e você quiser manter velocidades de 100 ou 110 km/h com ar ligado, o consumo vai aumentar.
        Quero ressaltar que o alto consumo que registrei na avaliação do Fiesta, foi, em grande parte, culpa da estrada. Afinal, a subida de Joiville (SC) para Curitiba (PR) exige constante uso de quarta marcha ou mesmo a terceira para se manter uma velocidade de cruzeiro razoável. E isso com certeza penaliza o consumo do pobre motor 1.0 do Fiesta.

  10. Alexandre disse:

    Boa avaliação , lembrando que o motor do Fiesta Hatch Rocam não tem correia dentada de borracha e sim corrente pois em geral as correntes do comando de válvulas duram 100 000 km ou mais.
    Eu comprei semana passada um fiesta 1.0 0km que saiu por 32.990 com emplacamento free apedido para fechar negocio .. agora eu digo que dentre varios itens( alarme , trava , disposição para som com auto-falante e etc ) a fiat em questão cobra e no novo palio 1.0 ficaria por 3 mil a mais ..

  11. Jefferson disse:

    Obrigado, sua avaliação, mesmo depois de um ano me foi bastante útil. Estou negociando a compra de um 1.6 novo e hj com certas melhorias, como ABS e AB. Abs.

    • lcnoliveira disse:

      Nossa… eu que agradeço a visita ao meu blog, e fico contente em saber que minha avaliação – ainda que totalmente amadora e despretenciosa – o ajudou de alguma forma! Com certeza o Fiesta com motor 1.6 deve ser bem melhor do que o 1.0, inclusive no que diz respeito ao consumo de combustível.

      • Roberto de Carvalho Santos disse:

        Amigo, comprei um Fiesta 2012 rocam 1.6 completo com air bag e abs, fiz uma viagem para Bauru, Castelo Branco, 4 pessoas mais malas mais ar cond.ligado 98% do tempo e só com Etanol, respeitando sempre velocidade da via (120km/h) (pelo GPS) conta giros marcando 3.250 mais ou menos, consumo total ida e volta para Sampa, 9,9km/L de Etanol, achei mto bom. Ah!! parabéns pela sua avaliação. Abs.

      • lcnoliveira disse:

        Meus parabéns pela compra. Sem dúvida a escolha pelo 1.6 foi a melhor escolha! E esse consumo de 9.9 km/l com álcool está muito bom mesmo. Excelente.

  12. alex kleber disse:

    alex kleber comprei o fiesta e gotei muito o comsumo no alcoo e de 11,78 km/h e na gasolina e de 14,18 km/h sem ar comd estou satisfeito ano e modelo 2011/2012 completo…..

  13. Jadiel Bastos disse:

    Puxa fiquei muito surpreso com esse modelo 1.0. Tenho um fiesta rocam 2011/2012 e o meu tá fazendo uma media de 10 km/L em transito intenso na cidade (muito engarrafamento) e uma media de 15 km/l na estrada com gasolina. Consigo manter o carro a 90 KM/h a 2.000 rpm. De todos os carros que tive, foi a maior velocidade que conseguir com essa rotação. Com relação a suspensão é so consultar o site do vrum, da quatro rodas, auto esporte e ver que o fiesta é referencia em suspensão, pois usa na frente suspensão do tipo independente na frente e semi independente na traseira. Uma curva a 100 km/h , fez um fox inclinar tanto a carroceria que um pneu saiu do chão, mas com o fiesta os 4 se mantiveram em contato com o solo. (fonte revista quatro rodas). Acho que o ideal para esse modelo seria 1.6 com seus 107,5 cv como o meu. Posso afirmar que de todos os que já tive, de longe foi o melhor.

  14. Fran disse:

    ótima sua avaliação. Melhor e mais desapegada que de muito site.
    Comprei hj um fiesta hatch 1.0 12/12 . Já com emplacamento.
    Espero ter muita sorte com ele!
    E parece ser um ótimo carro pra mulher, como disseram nos comentários!

    • Fran disse:

      Já peguei o carro. Comparando internamente com o Uno Vivace, corsa, celta…ele é mais espaçoso. Tem uma boa disposição e sim, a posição do câmbio mais alto é bem mais agradável ao dirigir. O volante não tem o problema do celta que é meio deslocado para a direita, ou seja, não cansa em viagens longas. Os portas trecos são excelentes e ainda tem um bolso no banco do motorista ficando entre as pernas, na frente do assento, um bolso “secreto” que achei bem legal. A única coisa por enquanto que não foi muito legal é a regulagem do encosto que é ao lado da porta. Fora isso está show!

    • lcnoliveira disse:

      Fran, obrigado pela visita e pelo elogio! Felicidades com seu carro novo.

  15. Gersoni disse:

    Cara, você foi direto ao ponto, gostei mesmo de sua avaliação, parabéns pela profissionalidade, apesar de não ser do ramo, acredito. Enfim, me ajudou na escolha do Fiesta que em breve, creio eu, estarei adquirindo.

    • lcnoliveira disse:

      Fico mto contente em saber que minha avaliação – que começou como uma brincadeira – o ajudou a decidir pelo carro. Realmente não sou do ramo, embora quisesse ser! Sou apenas um apaixonado por carros que gosta de escrever sobre eles.

  16. joaquim disse:

    oi ge nte que curte este carro,moro na regiao de curitiba tenho um fiesta 2012 motor flex rocan 1.0,quero dizer o seguinte gostei da avaliaçao feita por esse moço,quero dizer que quando o meu
    carro estava com 4.000 kl,sai para vendelo pois o carro era ruim de mais,nao andava bebia feito
    um gamba barulhento,orrivel nao vendi porque nao achei um negocio bom,hoje com 10.000
    esta um pouco melhor.vou vendelo no fim do ano e nunca mais quero essaporcaria na minha mao.

  17. joaquim disse:

    continuando meu comentario esse meu carro nao veio com dh nao se consege manobra-lo,mandei por dh melhorou nas manobras e na dirigibilidade em estradas,tem a alavanca muito
    alta os portas trecos nao sevem pra nada.sai de um seat vario completo automatico…que arrependimento.

  18. Douglas Fubu disse:

    Muito boa a sua avaliação. Me ajudou muito antes da compra. O meu Fiesta chegou há 1 semana. 1.0 ratch completo 0km.
    Com relação ao desempenho, normal pra um milzinho.
    Gostei muito dos farois, do ajuste de altura (tenho 1,90) e do conforto.
    Qdo saí da concessionária, enchi o tanque com gasolina. Assim que começar a ter médias de consumo, volto a postar aqui.
    Mas acho q com etanol ele vai ficar mais econômico. Principalmente em trechos urbanos (99% do meu uso), por causa dos 4cv a mais e do preço. Etanol na minha cidade ta 1,90 e a gasolina ta 3,00.
    Abraços!

    • lcnoliveira disse:

      Obrigado pela visita ao blog e pelo elogio. Olha aí…. mais um que se utilizou do meu blog para decidir pelo carro. Fico realmente lisonjeado.
      Verdade… não espere muito pelo desempenho do seu carro, já que se trata de um modelo de 1000 cilindradas e com potência limitada. Mas com certeza irá te atender muito bem, já que você disse que o uso dele será 99% urbano.
      Com seus 1,90m de altura não sei se não se sentiu incomodado com o joelho raspando em uma parte do painel. Vai perceber também a dificuldade que é para ajustar o encosto do banco, já que a roldana de ajuste fica praticamente encostada na coluna, ou seja, não tem como fazer o ajuste de reclinação do encosto com a porta fechada, pois machuca a mão.
      No mais, muito obrigado novamente pela visita e felicidades com o carro. Lembre-se de fazer sempre a manutenção do seu carro, mesmo depois que ele sair da garantia, pois isso é fundamental para termos um bom carro. Ah… e troca de óleo a cada 7.500km.

      • Douglas Fubu disse:

        Pra mim, mesmo com meus 1,90m, a posição de dirigir é ótima! Eu coloco o banco todo pra traz e baixo ele todo. Quando dirijo de forma relaxada, meu joelho encosta na parte de dentro do painel, não naquela ponta quadradinha de baixo. É uma questão de ajuste mesmo.
        Quanto a regulagem do enconsto, realmente ficou num lugar ruim. Mas acho q essa é a ultima coisa que um motorista olha quando vai comprar um carro. Eu, pelo menos, ajusto uma vez e nunca mais. Ou quase nunca. Sem problemas com relação a isso.
        Gostei do tamanho do pára-brisas. Da uma vizibilidade boa. Eu tinha um Gol GIII e acho q era um pouco menor.
        Abraço!

      • prezado com relação a manutenções trocas de peças essas coisas voces ja tiveram muitos gastos? a manutenção do carro é cara(valor)?

  19. Joao Vitor disse:

    Tenho um Hatch Rocam 2012 1.0 8V. É um carro muito bom. Excelente consumo, pois por ele ser um Hatch ele não é tão pesado quanto o Sedã. Daí o consumo é bom mesmo. Medi varias vezes e em media o consumo dentro da cidade é de 15,5Km/l e na pista 18Km/l com gasolina com o ar desligado. Ja com o ar ligado vai em media para 14,5Km/l na cidade e 16,5Km/l na pista. Ja tive um fiat, um gol e um celta. O Fiesta Hatch 1.0 rocam esta me surpreendendo. Alem de ser um carro ja de respeito no recado. O carro é bom de verdade e recomendo.

  20. Douglas Fubu disse:

    João Vitor, como vc consegue essas médias de consumo, cara? Isso é surreal pra um fiesta, já que todo mundo sabe que seu consumo é um pouco elevado.
    Seu carro ta com qtos km rodados?

    • lcnoliveira disse:

      Algumas teorias para essas marcas de consumo tão favoráveis.
      Eu tenho amigos que dizem “ah… meu carro tá fazendo 15 km/l na cidade. Eu ponho 30 reais de gasolina e rodo tanto..” Bom, primeiro não é assim que aferimos o consumo. Se o nosso carro não tem computador de bordo que mede o consumo instantâneo e médio, o jeito é completar o tanque, zerar o odômetro parcial (ou anotar a km total) rodar com ele por alguns dias e novamente mandar completar o tanque. Aí é matemática: quantos quilômetros você rodou dividido por quantos litros de combustível entraram no tanque até a primeira parada da bomba.
      Lembrem-se que o ponteiro indicador do tanque nem sempre está marcando corretamente. Então basear-se pela sua posição para dizer que o carro está fazendo tanto km/l com certeza vai te dar uma marca muito melhor do que a realidade.
      Mas não é impossível a marca que o João Vitor disse ter conseguido. Se ele estiver usando gasolina e rodando na estrada – como uma Anhanguera da vida – a 100 km/h constantes, ele vai obter essa boa marca. Lembrem-se também que o Fiesta apresenta um erro gritante na leitura do velocímetro. Então, quando o velocímetro estiver marcando 100 km/h ele estará na verdade a uns 92…

      • Douglas Fubu disse:

        Se eu conseguir fazer uma média dessas, vou ficar ainda mais satisfeito. Minha cidade é totalmente plana, o que favoreve um consumo baixo. Ainda to no primeiro tanque. Trabalho perto de casa. Ando pouco de carro. Mas no meu segundo reabastecimento eu posto minha média aqui.
        Obs: a taxa de compressão do Fiesta é alta, o que favorece o uso de Etanol.

      • lcnoliveira disse:

        Douglas, só complementando a informação sobre o consumo: os carros tendem a apresentar um consumo maior em trajetos curtos do que em trajetos longos. Isso porque em trajetos curtos o carro ainda não atingiu a temperatura ideal de funcionamento, sem falar que vc está sujeito a parar mais vezes, engatar primeira e tal…Eu moro em Brasilia e trabalho a 3 quilômetros da minha casa. O meu carro gasta mais combustível para eu ir ao trabalho do que quando eu vou até o aeroporto, por exemplo. No primeiro caso eu tenho muitos quebra-molas e cruzamentos; já no segundo o carro anda por mais tempo em rotação baixa e constante, como no meu carro, em quarta marcha.

      • Douglas Fubu disse:

        Sim, claro. Mas normalmente meus percursos são de mais de 3 km. Entre 10 e 15km. Quanto a rotação, eu não costumo passar de 3000 rpm.
        A 100km/h costuma ficar entre 2500 e 2700 rpm na gasolina. (Campos dos Goytacazes-RJ “cidade totalmente plana”)
        Andei pensando sobre a diferença de 8% na velocidade no Fiesta q vc andou. É possível que ele estivesse desregulado. Assim q possível, faço um teste.
        E sobre o consumo, a taxa de compressão do Fiesta é de 12,8:1, ou seja, favorece o uso de Etanol.
        Só testando msm.

  21. joão disse:

    SUA AVALIAÇÃO FOI ÓTIMO
    SÓ ERROU NO QUESITO BELEZA
    AONDE PASSO COM O MEU PRATA RIVIERA COM FAROIS NEGROS E VIDROS VERDES TODO MUNDO OLHA
    ELE É LINDO E SUPER CONFORTAVEL
    VIAJO DE SALVADOR PARA ARACAJU SEMPRE E ELE É ÓTIMO
    COM O PALIO QUE EU TINHA EU CHEGAVA LÁ TODO QUEBRADO

    JOÃO

  22. Michelle disse:

    Acabei de fazer o pedido de um Fiesta rocam hatch 1,6 completo. Estou aguardando ele chegar de Camaçari (BA), qdo eu andar um pouco, posto dando minha opinião.

  23. Alex - GolG2-1995 e 2002 GolG4-2007 Fiesta-2008 Fox-2011 disse:

    Douglas FUBU… posta para gente saber como foi o consumo do seu carro!

  24. Douglas Fubu disse:

    Só complementando, Alex;
    Nessas duas medições eu usei pouco o ar do carro. Menos de 20% do tempo.
    Minha cidade é totalmente plana e normalmente eu estou sozinho ou só com mais uma pessoa.
    Fiz um cálculo que é o seguinte.

    GASOLINA

    549,3 km
    49,487 L
    ———
    11,099 km/L

    ETANOL

    482,2 km
    50 L
    ———
    9,644 km/L

    GASTO EM R$(reais)/L – Gasolina e Etanol

    GASOLINA – R$ 147,97 (49,487L) de gasolina fez 549,3 km = 27 centavos/km (real)

    ETANOL – R$ 97,00 (50,000L) de etanol fez 482,2 km = 20 centavos/km (real)

    **OBS: Gasolina R$ 2,99
    Etanol R$ 1,94

    ** Divida o gasto em reais pela quilometragem rodada com aquele tanque. Assim você saberá quanto dinheiro gasta em cada km que anda. Isso ajuda a escolher o melhor combustível pra você.

    Nem preciso dizer que só ando com Etanol agora, né?
    Além de ser infinitamente mais barato, dá mais potência ao carro. 4cv
    Parece pouco, mas pro meu Fiesta 1.0 ajuda muito.

  25. Weliton disse:

    Parabéns pela sua avaliação.
    ah! lembrando que agora o IPI de carro popula esta reduzido, chego minha vez de compra o meu!
    estava para compra ele “pelado”, mais agora com o mesmo preço posso pega ele completo. vai ter sorte assim na china! hahaha…
    abraço.

    • marivaldo camilo da rocha junior disse:

      gostei destes ultimos complementos moro em poá-sp, até semana passada tinha um fiesta street 01 mesmo zetec rocam do meu atual fiesta 2011 porém percebi que mesmo com gasolina e fez 12 km por lt (100% cidade) logo antigo se andasse bem comportado (como um tiozinho) fazia 16km lt. sera por causa peso ou da aerodinamica?, enfatizando, particulamente notei que o espaço dos ocupantes é maior que o palio e o gol G5, realmente a porta risca facil e meu já tem um grilo no suporte do tampão do porta mala (acredito que o antigo dono colocava peso demais pois esta forçado para baixo), adorei foi o conta-giro que ao dar partida gira igual a moto cbx 250 twister. e seu fundo preto com cinza claro e ponteiro vermelhos ficaram muito mais jovial que o antigo verde de carro antigo, hoje ao me ultilizar da rod Ainton-Senna (quase uma autoban-ALE tubiniquin) notei motor escandaloso e o conta giros elevados demais nos “130 km/h” dele né, apesar do meus pneus serem de 1ª linha (Bonetti) ainda sim há isolamento acustico que se manter os 100 km/h não incomoda a viagem. só lembrando que aos 30 ou 40 mil km é bom consultar o mec. pra verificar as velas e o cachimbo pois ainda podem dar problemas.

  26. André Phillipe disse:

    Comprei um fiesta Hatch rocam 1.0 ,
    Estou meio preocupado com a relação do consumo, vamos ver quanto ele faz com gasolina e alcool ,

  27. fernando disse:

    parabéns pela sua analise do fiesta, isenta, imparcial e esclarecedora.

  28. Roberto M. Barbosa disse:

    Comprei um fiesta 1.0 hatch zero km e até o momento estou satisfeito com o seu conforto. O que está me desanimando é o consumo elevado( 8Km/L álcool, na cidade ar desligado). O fato de o motor estar novo, com apenas 500Km rodados interfere no consumo ou é conversa fiada?

  29. vilmarkemper@hotmail.com disse:

    gostou do carro mas estou preocupado com o consumo , estou penssando em comprar o uno way , esse e economico.

  30. Luciana disse:

    Obrigada pela análise tão detalhada e isenta de favoritismos…Fui ontem fazer umas visitas às concessionárias para comprar meu primeiro carro zero e aproveitar claro, a redução de IPI, vi o Uno Way, o March, o Celta e o Fiesta, mas a minha primeira impressão foi que o Fiesta seria a escolha certa pra mim, oferece mais opcionais que o Uno e o celta e tem mais espaço que o march. Sua impressão me ajudou a decidir.

    • lcnoliveira disse:

      Obrigado pela visita e leitura do meu blog!
      Te desejo uma boa compra, mas sugiro que fuja dos carros com motores 1.0. Eles não são tão econômicos quanto deveriam ser e quando você precisa pegar uma estrada, acaba passando raiva! Vá de Fiesta 1.6.

      • Luciana disse:

        Pois é…depois de ler tantos comentários a respeito do consumo, estou revendo a possibilidade de comprar o 1.6. Outra coisa, pesquisando na internet vi comentários que o Fiesta Rocam Hatch vai sair de linha em 2013, será verdade? Você leu a respeito disso? Obrigada.

      • lcnoliveira disse:

        Quanto ao fato de ele sair de linha em 2013, não li nada a respeito. Mas pelo menos por enquanto, acho pouco provável que a Ford o tire de linha, já que o chamado de “new” Fiesta ainda é muito caro para substituir o Rocam. É como o Mille e atualmente o Palio. Quando o Palio surgiu no mercado em 1996 estava previsto que o Uno saísse de linha, mas isso não aconteceu. Ele perdeu equipamentos, ficou mais pobre, mais barato, mas continuou com um bom número de unidades vendidas; isso fez com que a Fiat revisse a idéia de tirá-lo de linha. Com o Palio foi a mesma coisa…. Já temos uma nova geração nas ruas, mas a carroceria antiga continua a venda como modelo de entrada. Acho que com o Fiesta, pelo menos por mais dois anos, pelo menos, ele deve continuar a ser oferecido como entrada de linha. Meu conselho pra você é: se gosta do Fiesta, compre a versão 1.6, nem que seja semi-nova.

      • Luciana disse:

        Muito obrigada pelo conselho! Estou indo na concessionária esse final de semana e vou ver o preço do 1.6, queria aproveitar a redução de IPI zero para carro 1.0, caberia certinho do meu orçamento e achei que seria mais econômico. Mas buscando uma opinião ou outra tenho visto que o consumo é quase o mesmo…tenho que pensar direitinho e vê se cabe no bolso. Valeu.

  31. leonice disse:

    adorei estes comentarios eu estou em duvida se compro um fiesta racam ou um classic,
    acho lindo os 2 mais o fiesta vem completao e mais barato a meu DEUS O Q FAÇO?
    tenho medo do consumo deste fiesta 1.0 si poderem me ajudem?

    • lcnoliveira disse:

      Fique com o Fiesta Rocam, mas como aconselhei a Luciana, fique com a versão 1.6 do modelo. Terá mais fôlego na estrada e mais disposição para encarar ladeiras, claro, dependendo da cidade aonde você mora!
      Olha só, o consumo desse Fiesta 1.0 que eu testei, pode não corresponder ao que você irá encontrar no seu dia a dia. Primeiro, eu usei álcool em todo o teste; segundo, eu exigi muito do motor tanto na cidade quanto na estrada, e não poupei o uso do ar-condicionado.
      Se você ler a matéria do Prisma verá que mesmo tendo motor 1.4 e sendo mais potente do que o Fiesta Rocam, ele obteve consumo melhor, mas grande parte por causa da maneira mais tranquila de condução que eu imprimi ao Prisma.
      Os dois carros já são muito defasados em termos de design, mas eu acho o Fiesta mais bonitinho do que o Classic.

      • Luciana disse:

        Já comprei Luciano! Comprei o modelo 1.6, apesar da minha cidade ser completamente plana. Consegui uma diferença pequena de preço em relação a motorização optando por uma cor não metálica (fiquei com o vermelhinho). Estou esperando chegar…Quando eu der as primeiras voltinhas coloco aqui as minhas impressões. Obrigada!

      • lcnoliveira disse:

        Meus parabéns pela compra! Vermelho é uma bela cor! Eu adoro carro vermelho, apesar de dar trabalho para cuidar! Tenho certeza de que você ficará muito feliz com ele, e quando você tiver de pegar uma estrada, não irá se arrepender de ter pego um carro com motor 1.6.
        Claro, assim que puder, coloque suas impressões! E se possível faça um teste de consumo com ele e coloque aqui no meu blog para os demais leitores terem uma noção do consumo do Fiesta 1.6.

      • DOUGLAS SANTOS disse:

        Fala pessoal, fazendo um gancho a questão do Consumo do carro, tenho um Fiesta Hatch 1.6 2001/2012 fiz uma viagem agora com ele de SP para a Bahia ida e volta fazendo sempre médias de consumo, com o ar-condicionado ligado todo o tempo e eu “andando bem”, deu média de 13,2 km/l. Achei bom! Estou muito satisfeito com a minha compra.

  32. Roberto de Carvalho Santos disse:

    Antes de mais nada, PARABÉNS NOVAMENTE PELA SUA AVALIAÇÃO!!! De fato o Fiesta Hatch 1.0 têm mesmo uma rotação mto elevada, já tive um em 2008 zero e 1.0 completo e adorei o carro, mas quando fui viajar passei mto nervoso, a o torque maximo é atingido em qualquer ultrapassagem, acabei vendendo o carro com 15mil/km, acabei comprando outro Fiesta, agora o Rocam e claro 1.6 completo inclusive air bag e abs, é outro carro, você deveria dirigir um, acho que o melhor custo beneficio, paguei 36mil completo e metalico. Na estrada, ainda com 3mil/km, andando com 4 pessoas mais malas e ar cond. ligado, andando a 120km/h (GPS) pela Castelo Branco fiz média de 9,9 km/L… Ah! o conta giros fica em torno de 3.250 RPM. Abs.

  33. Alexandre J disse:

    Gostei muito de sua avaliação. Texto simples, direto, aparentemente isento. Parabéns.

    • lcnoliveira disse:

      Pode apostar que meu texto é totalmente isento! Como não sou pago por montadora nenhuma, não tenho obrigação de falar bem de carro nenhum. Elogio o que tiver de ser elogiado, critico o que tiver de ser criticado. Muito obrigado pela sua visita, pela leitura e pelo seu elogio.
      E se puder, divulgue meu blog! Obrigado.

  34. Flauzina disse:

    Parabéns pela matéria, encontrei o q procurava.
    Tenho um palio 2006 ELX e pretendo trocá-lo, a princípio por um Fiesta Hatch 1.0. Sempre achei q o motor 1.6 consumia mais, porém pelo que li não necessariamente, moro numa região ingrime e trabalho a 40km pegando BR, porém costuma ser bem congestionado em vários trechos. Gostaria muito de optar pela versão mais potente pois vem com alguns mimos interessantes como computador de bordo (q meu palio tem) e acho q seria mais adequado p meu perfil, mas acho q a grana não vai dar, enfim.
    Obrigada pela matéria.

    • lcnoliveira disse:

      Se a grana não der pra pegar um 1.6 zero bala, procure por um 1.6 semi-novo, com baixa quilometragem.
      Para o seu perfil, o 1.0 só vai fazer você passar raiva.

      • Flauzina disse:

        Ok, segui seu conselho, agora é esperar chegar e testar. Depois post minha opnião. Abraço.

      • Roberto de Carvalho Santos disse:

        Boa tarde, eu tive um Fiesta Hatch 2008 zero, ele era 1.0 e completo, gostei mto do carro, como o espaço interno posição p dirigir o conjunto suspenção, direção, e o acabamento, pelo menos comparando com Uno, Palio, Gol, Celta, o Fiesta comparado com esses têm um porte melhor, o grande problema era o fato de ser 1.0, pouco motor p mto carro, o de agora 2012 1.6 completo é simplesmente outro carro… Você vai gostar, a posição de dirigir é mto boa, têm um ótimo torque na cidade, se vc pegou com air bag e abs como o meu, ele vem até com regulagem no volante, sem sombra de dúvidas é o melhor custo benefício entre os nacionais… Boa sorte.

  35. Yuri Lopes disse:

    Bom dia. Troquei meu Palio Celebration 1.0 por um fiesta hatch 1.6 completo semana passada. Pra mim, foi da agua para o vinho. Acabamento muito superior, motor silencioso, potente. Acreditei que teria um consumo alto, porém, assim que tirei da concessionaria, completei o tanque com gasolina V-Power até a bomba desarmar. Rodei 460km com o carro e ainda tem 1/4 do tanque + reserva. Não vi muita dirença no consumo para o meu antigo palio. Estou muito satisfeito.

  36. carlos disse:

    Boa noite!!! Estou em dúvida entre o fiesta 1.0 e o corsa hatch 1.4, a diferença está pelo conforto do fiesta, mas penso no corsa pelo motor um 1.4 (basicamente a diferença se encontra no fato de o fiesta vir com AR e o corsa não). Em sua opinião, qual dos dois seria melhor custo x beneficio? Saliento que gostaria de pegar um fiesta 1.6 mas o $$ tá meio curto. A dúvida que eu fico também é a respeito da potência do motor do fiesta e de seu consumo, tenho um gol 1000 ano 94, será que esse fiesta tem mais força que o meu atual gol? Pelo que ando lendo na internet fiquei meio preocupado de o fiesta ser mais lerdo que meu gol 1000. Agradeço desde já pela atenção!!!

    • Roberto de Carvalho Santos disse:

      Carlos, Eu já tive o Fiesta 1.0 , peguei um zero em 2008 e era completo, o carro é mto bom, o acerto da suspensão, câmbio e direção é ótimo, o corro não é mto duro e têm uma ótima estabilidade, o espaço interno tbm é bom e a manutenção acho que é mais em conta que o Corsa, o problema é o motor 1.0, ele é mto amarrado e só anda em rotação elevada o que prejudica o consumo e o silêncio dentro do carro, o meu Fiesta atual é 1.6 e é totalmente diferente, com certeza é o melhor custo benefício, ele completo custa hoje 31.990 com pintura sólida. Se vc não conseguir pegar um 1.6 completo é melhor pegar o Corsa 1.4 que têm o melhor motor 1.4 atual e é um carro leve, andei 200 km em uma Meriva 1.4 e é mto boa, mas lembre-se o carro completo é bem mais facil de vender depois e se vc financiar, o valor que vai pagar a mais pelo ar é bem pequeno. Outra coisa, os motores do Fiesta, tanto o 1.0 e 1.6 não têm correia dentada o que torna a manutenção mais em conta, principalmente se vc comprar um usado. Abraços.

  37. Saulo Brício disse:

    Muito esclarecedora a análise. Procurei algo sobre o carro na 4Rodas e num comparativos de hatches o Fiesta não entrou pq não enviaram um modelo a tempo para o teste. E os coments tb ajudam bastante.
    Acabei de voltar da concessionária e estou negociando o 1.0 completo. Infelizmente minha grana não dá pra chegar ao 1.6 (só tenho 30mil e não quero financiar).
    Estou(estava) em dúvida entre o March, Celta, Uno Way. Fui ver todos, mas estou optando pelo Fiesta pq a concessionária avaliou melhor o meu carro usado como parte do pgto.
    Refém das últimas unidades com IPI reduzido estou em dúvida nas cores Branco, Preto e Vermelho (sólidas). Ouvi dizer que cores sólidas tem vida curta, pois “queimam” rapidamente com o sol. Será mesmo?
    Preto: os riscos aparecem muito;
    Branco: o preconceito de “carro de taxi” não existe mais. Mas dizem que encarde muito rápido. Será?
    Vermelho: o que eu mais quero, mas não tem mais unidades com IPI reduzido e eu teria que pagar R$ 1000 a mais.
    Algum luz, Luciano? rs
    Nota: Sou totalmente leigo no assunto. Apesar de ter carro, presente da minha sogra, será minha 1ª compra automobilística.

  38. palma disse:

    o post foi maravilhoso.. acabei decidindo pelo fiesta rocam 1.6 vermelho completo..
    por um valor incrível 33.500 com prot cárter e carpetes completo!
    a ajuda aqui dos comentários e da postagem.. foi muito legal!

  39. Geovane B disse:

    Comprei o carro em março de 2012. Um Rocam 1.6 da promoção.
    Carro muito bom. Tive um CLX 1.3 e um Supercharger 1.0.
    Estou fazendo 11 na cidade com AC e 13 na estrada(com trechos urbanos) com AC e cheio.
    A manutenção programada do Ford é excelente. O meu começou a oxidar as maçanetas externas. Troquei elas na garantia.Aconselho comprar ele com as maçanetas pintadas na cor do veiculo.

  40. SIMPLISMENTE,10,EU TENHO O FORD FIESTA RET 2011.ATÉ AGORA,NORMAL.

  41. Patrick Ferreira disse:

    Parabéns pelos esclarecimentos. Ha alguns dias atrás estava muito em dúvida que carro “popular” comprar. Não sou nem um profissional em avaliar carros mas vou dar minha humilde opnião. Olhei e andei em GOL G4, G5, CELTA, PALIO, UNO, mas meus amigos quando entrei num FIESTA HATCH ROCAM 2013, me apaixonei pelo carro, minha esposa então ficou impressionada com acabamento interno, conforto, etc. Simplesmente, o melhor considerando a mesma faixa de preços. Já estava com uns 90% de certeza em comprar o Fiesta, então resolvir pesquisar sobre consumo, manutenção, etc. E depois de ver muitas opniões, ver essa matéria que você postou pra quem quer tirar dúvidas, e as próprias opniões aqui. Já comprei meu Fiesta Hatch rocam 1.0 Branco, completo! Vou pegar meu carro sexta feira. Agradeço a todos que expressaram suas opniões, me ajudaram muito.

  42. Patrick Ferreira disse:

    Como eu disse no comentário anterior sobre as opniões aqui expressadas realmente o carro é MUITO BOM, No dia 13/04 peguei meu Fiesta Hatch 0km Branco. Muito top o carro, lindo mesmo. Sobre a dúvida do nosso amigo Saulo, Na concessionária eles me disseram que a garantia do veículo é de 1 ano e a garantia da pintura são de 5 anos.

  43. tiago disse:

    VALE A PENA! Quando tirei o meu Fiesta Rocam 1.6 8v da concessionária, tive uma pequena surpresa no consumo, mas agora com 14000km rodados ele tem um consumo de 11km/L (G) num trajeto 80%cidade. O conforto, boa pinta, espaço e potência valem muito a pena. Comprei ele Zero por R$ 31990. Para um carro 1.6 e na qualidade Ford. Acho o melhor custo benefício do momento pra você que almeja um pouco de conforto. Ahh e detalhe.. “As mina pira num fiesta Rocam Hatch” rssr

  44. WILI disse:

    FRACO CHEIO DE PROBLEMAS O MEU PERDE POTENCIA SOZINHO

  45. will nogueira disse:

    Otimo mesmo sua avaliação! Digno de revista!…. Estou comprando um Fiesta SE 1.0 2014 branco, completo com air bag e ABS, 28.000 estou pagando, acho que é o melhor custo-beneficio oferecido, o carro vem todos os equipamentos possiveis atualmente, muito bom!
    Minha preocupação é apenas com o motor 1.0, me disseram ja que, com o carro cheio+ar condicionado ligado + gasolina = tem que parar, por o povo para empurrar o carro, é tenso….
    Espero que o desempenho do carro seja bom, alias estou acustumado com 2.0 de Vectra e 2.0 de Peugeot…. ou seja, estou lascado! (carros do meu pai, agora adiquiri um carro proprio zero, primeiro carro (:)

  46. galera fiquei mal.. bati com meu Fiesta com menos de um mês de uso.. olhando ele tenha a impressão de ser frágil.. foi uma senhora porrada… mais assim o painel e volante me quebraram todo o Airbag não funcionou… estou processando a Ford.. pela batida não teria chegado nem a quebrar o vidro. mais amassou a coluna o capô fico igual sanfona e a batida era no para-choques bem embaixo…. não tenho nada pra falar do carro.. e por sinal gostei muito.. e pretendo o mesmo sendo que 1.0, o modelo 1.6 andava bebendo muito em percursos pequenos na cidade; enfim e de suma importância o seguro logo de cara antes da entrega do carro com a nota fiscal..

    boa sorte a todos!

  47. Marcos disse:

    Comprei um fiesta 2008 1.0, gostei muito, estou juntando pra troca por um 1.6, gostei bastante do Fiesta, abrigado pela ajuda e avaliação.

  48. Carlos disse:

    Opa! melhor comentário que já li sobre um carro. tenho um Fiesta Rocam 2011/2012 1.0 e posso atestar que o você disse aí é verdade. Parabéns pelas analises.

  49. Liliani disse:

    Olá Luciano…]

    Adorei sua análise sobre o Fiesta… espero que sempre que possível faça suas análises sobre os carros que andar (testar), porque seu blog já ficou no meu Favoritos… blz
    Estou pegando um Ford Fiesta Hath 1.4 motor zetec ano 2008 e sua análise foi crucial pra minha decisão. Um abraço e continue com suas análises que eu continuo com a leitura delas rsrsrsr

    Foz do Iguaçu PR

  50. Carlos-Campinas disse:

    Parabéns pela matéria. Você e os comentários dos amigos estão me ajudando a tomar a decisão entre carros 1.0 ou superiores. Estou inclinado aos superiores, o Fiesta 1.6, no caso. Obrigado.

  51. edgard disse:

    Mesmo depois de alguns anos, essa matéria me ajudou muito. Realmente deu pra ver um comentário mais imparcial.Parabéns.

  52. leandro disse:

    Comprei um fiesta 1.0 e estou bem satisfeito. acho que estou conseguindo magica então em relação a consumo. media de 14km urbano/pista.( álcool ) não fiz teste na gazolina. lógico que andando de boa. tenho 1,83 e me sinto confortável para dirigir. Estou bem satisfeito. obrigado pelas dicas

  53. Marcus disse:

    Hj vou pegar o meu fiesta rocan 1.0 2013/2014,branco e estou simplesmente desesperado com os comentários que li na net,tem gente dizendo que ele faz somente 5km com alcool!!!,confesso que estou desesperado,após ler sua matéria fiquei um pouco mais tranquilo,meu carro anterior era um celta 2010 e era muito economico,tomara que eu não surte com a escolha que fiz(rsrsrsrsrs)acho muito importante essa avalição principalmente quando é feita por um proprietário,abraços e seja o que deus quizer agora já comprei não tenho como voltar atrás…

  54. Anderson Lemos disse:

    Possui um rocam 1.0 2010 por 3 anos a agora peguei um 1.6 class. A diferença do 1.0 para o 1.6 é imensa e o consumo é quase a mesma coisa: 1.0 12kml/15kml e 1.6 10kml/13kml respectivamente cidade/estrada. Na categoria eu acho imbativel pelos antigos gol, palio e sandero, já contra hb20 e etios a história é outra; um é muito estiloso e potente e o outro tem uma mecanica muito refinada, apesar de ser horroroso!!

  55. Marcus Vinicius disse:

    O meu 1.0 está fazendo no máximo 8,5 na cidade e olha que sou o maior tiozão,não meto o pé,que inveja do seu que faz 12km por litro rsrsrsrs,se esse consumo não melhorar,embora ele seja confortável e bom de dirijir vou mandá lo embora e pegar de novo um celta ou um clio..,abraço a todos(rsrsrsr

  56. Sérgio Luis disse:

    Obrigado pela análise do carro, melhor que muita revista. Atualmente estou comparando alguns modelos para troca do carro: March, HB20, Fiesta SE PLUS 1.0 e 1.6, Picanto, Ka, Novo Palio Attractive1.0 EVO, Renault Clio e Sandero, Onix. As opções são razoáveis, com faixa de preço de 25.000 a 35.000. No quesito segurança e design, acredito que o Onix e HB20 ganhem disparado. Porém, fiz uma comparação no preço dos seguros e o HB20 e o Fiesta foram as melhores cotações, com os mesmos opcionais. Os outros modelos de carro apresentam preços até 20% mais elevados com os mesmos opcionais do Fiesta… Minha maior preocupação é a segurança, pois um dos comentários acima afirma que numa batida o air bag não foi acionado. Sei que dependendo do ângulo da batida o air bag pode não ser acionado, mas é preocupante… A Ford lançará em 2014 o novo Ka, que apresentou bons resultados nos testes de segurança e parece que vai chegar para rivalizar com os demais carros nesta faixa de preço.

  57. danielavicente disse:

    Olá adorei a avaliação. Meu marido e eu estamos pesquisando a compra do nosso primeiro carro. Nosso orçamento é baixo e queremos pegar o 1.0. Nosso uso será apenas para lazer nos finais de semana. Já vimos o Palio, e está mais caro com menos opcionais. Me preocupa com relação ao desempenho, já ouvi dizer que não sobe ladeira e vc fica na mão. Aguardamos também o lançamento do novo Ka.
    Obrigada pelas opiniões. Um abraço.

  58. Caio disse:

    Bacana o seu blog.

  59. marcelo disse:

    tenho 1.6 ratch bebe p caralho isso e normal coloco 20 reais nao ando nem 50 km

  60. marcelo disse:

    comprei um tem menos de 1 mes na minha primeira viagem o parafuso do pivo soltou comigo o mecanico foi trocar as buxas e deixou frouxo e acabou sofrendo danos e quase deu um acidente faatal a quem eu me responsabilizo por esse ato agradeço desde ja!!

    • lcnoliveira disse:

      Marcelo, se você tiver como comprovar que foi o mecânico que ao trocar as buxas deixou o tal parafuso frouxo, na minha opinião cabe uma ação contra a oficina – caso o mecânico seja empregado desta – ou sendo um mecânico independente, uma ação contra o próprio mecânico por danos materiais. Mas é aquela coisa, em justiça tudo tem de ser comprovado. Mas é uma causa possível. Se você tiver um conhecido que seja advogado pergunte a ele. Ele poderá te orientar melhor.

  61. Giovani Magno disse:

    O teste de velocidade de ser feito por locais especializados,e não por GPS. Pois todo GPS tem um tempo de calculo e resposta por isto não e indicado para o teste que vc fez.

    • lcnoliveira disse:

      Pode não ser o ideal mas já dá uma boa base, e mesmo com o eventual tempo de cálculo do GPS eu pude conferir que ha uma grande disparidade entre a velocidade mostrada no painel e a velocidade que de fato o carro está.

  62. leandro disse:

    Leandro
    boa noite…. comprei um fiesta 1.0 completo e antes cheguei a algumas conclusões:
    1º – qual estrada brasileira se pode andar mais de 120km/h ?
    2º – quem tem carro 1.0 quer exigir o que do carro ? todos sem excessão são fracos, uns mais outros menos
    3º – qual carro popular oferece mais que o fiesta em opcionais e conforto pelo mesmo preço ?
    4º – qual o carro popular é mais bonito ? tanto interno quanto externo …

    RESPONDENDO A ESSAS PERGUNTAS CHEGUEI A UMA CONCLUSÃO ÓBVIA , O FIESTA PORRAAAAAA …….

    ASSIM COMO 2 + 2 = 4

    SEM MAIS….

  63. Diogenes Carneiro disse:

    Quanto ao uso do gps para aferir a velocidade, o gps para uso civil não é muito preciso, a precisão é metrica, so nos que são destinados a uso militar você consegue precisão, que no caso é milimetrica. Mas sim, todo carro tem uma variação da leitura devido a inumeroa fatores, por isso temos uma tolerância de 10% na velocidade aferida por radares.

  64. Leandro disse:

    Boa tarde pessoal ,como havia dito anteriormente , peguei um Fiesta 2014 1.0 , estou com ele desde maio deste ano , e sei que não irão acreditar, minha esposa está de cara , meu carro está fazendo 17km/l com gasolina na rodovia e 13 a 15 dentro da cidade, isso é claro andando a 80km/h , na rodovia, sem ar ligado , ainda mais agora que a FORD assumiu o óleo castrol magnatec , que parece que não , mas o carro fica mais econômico sim , SOU QUÍMICO e comprovo isso pela formulação do óleo comparado aos demais, portanto , posso dizer com toda certeza o carro é show de bola , pelo preço, consumo e a própria mecânica que até o momento não me incomodou em absolutamente nada , carro hoje com 13890 km , grande abraço a todos ….

  65. Leo Rech disse:

    Parabéns pela avaliação.
    Tenho um Fiesta 1.0 e já esta com 160.000 km, ele não era econômico até os 40.000 km. No restante é um carro muito bom, fiquei fã e recomendo.
    Já fiz algumas viagens longas com ele, viagens de 2.000 km (Palmas – TO / Campo Grande – MS e Palmas / Salvador – BA) e andando na manha você chega ao destino com tranquilidade.
    Porém, o valor de revenda é péssimo.

  66. Carla disse:

    Adorei seu depoimento…comprei um zer e completo 1.0 em março deste ano…estou feliz, por ser o primeiro carro , depois , por gostar de espaço….penso que é razoável….e o preço (31.500) atendia meus planos, só descordo de seus comentários no sentido externo….pois acho atraente e charmoso!! Estou com 8.000k e por enquanto , a única reclamação é com um barulhinho na frente (parece um grilinho….kkk) mas acabei de receber uma carta para recall, tomara que seja isso também e se resolva….Pena que saiu de linha…achei que iria sobreviver até 2015…mesmo assim não me arrependo…

  67. Marcelo disse:

    Tenho um fiesta rocan modelo 2014, estou gostando do carro . Ele não é um carro top , mas também não deixa passar vergonha não , possui um ótimo espaço interno muito melhor que os seus concorrentes . Um ponto positivo desse carro e o preço do seguro que achei muito bom . Acredito que fiz um boa escolha . Que. Puder gastar um pouco mais vale pegar a versão 1.6 ou então ou carro de segmento superior como o focus , mas para mim que sou novo de carteira ,esse está sendo um bom primeiro carro

  68. Alessandro disse:

    Olha,comentário muito bom,comprei um e até me tirou vários grilos da cabeça .obrigado

  69. aldecir disse:

    Gostei da materia tenho um uno vou troca lo estava en duvida entre o gol g4 e o fiesta 1.0 agora nao tenho mais duvida obgd

  70. Andreia disse:

    Olá tenho um fort fiesta 201/2012 e tenho percebido que em subidas ele perde a potência. com ar ligado então nem sobe. Isso é normal desse modelo ou algo estranho está acontecendo com o carro? Podem me ajudar? Obrigada!

  71. Rafael disse:

    Parabéns pelo Blog. Informação só pra acrescentar. Tenho esse fiesta a 6 anos e o painel nem as partes de plásticos ficaram fazendo nheco nheco como vc imaginou. O painel frontal é bem fixiado e resistente. As portas tb estão ok. Só os plásticos do porta malas soltaram um pouco, mas devido lavadores de carro descuidados. Abraços

    • lcnoliveira disse:

      Que bom ter o feedback de alguém que tem o carro há mais de 3 anos, como é o seu caso. Essa sua informação acerca do painel é importante para possíveis compradores desse modelo. Obrigado por contribuir.

  72. estevam frança araujo disse:

    Boa tarde pessoal. Tenho um fiesta rocam 1.0 e estou precisando de referencia de oficinas em Vitória-ES para fazer revisão de 60.000 km. Vcs podem me ajudar. Obrigado

  73. Valdir Lopes disse:

    Parabéns, cara! Matéria muito bem escrita. Comprei o referido Fiesta completinho e estou bem satisfeito. Muito melhor do que um Pálio Fire, por exemplo, que é zero e a pouca diferença de preço, mas que possuía apenas vidros verdes, além de ser a meu ver um modelo já obsoleto em relação aos outros Pálios.

  74. Gersoni Lucena disse:

    Já tenho o meu Fiesta Rocam 1.6 Sedan há 5 anos, até agora tá tudo ok, só tive que trocar os pneus dianteiros e a bateria, além, é claro, das manutenções regulares, que não faço na autorizada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s